Marketing Digital

Você se acha um Fracasso?

DESAFIO!

Essa palavras enche os olhos de algumas pessoas e mexe com o ego delas, mas já outras pessoas sentem verdadeiro PAVOR a essas palavras. É o seu caso?

Se for, vamos mudar isso?

Primeiro vamos identificar o problema. Será que o seu medo não se deve a estar despreparado para encarar desfios? Será que comentários bem-intencionados de respeitadas pessoas diminuem sua autoestima sua autoconfiança? Fica desanimado por causa dos erros cometido por você anteriormente, e isso o impede de tentar de novo?

Se se encaixar nesse perfil, como pode aceitar suas falhas – reais ou imaginárias?

fracasso

Saiba que só tem a ganhar descobrindo a resposta principalmente à última pergunta, pois, mais cedo ou mais tarde, sempre falhamos em alguma coisa, não é mesmo? Quem consegue lidar com suas falhas nunca se dão por vencidos, pois essas pessoas tem em seu perfil um conceito equilibrado sobre seus próprios erros, levantando-se após uma queda e tentam de novo. E suas falhas servem como vacina, pois da próxima vez que for tentar, terá mais chance de acertar por saber lidar com a situação!

Como lidar com o senso de fracasso

Vou abordar nessa postagem como podemos lidar com 3 desafios:

1- Possíveis falhas

2- Falhas imaginárias

3- Falhas possíveis

Curso: Aprenda a Falar em Público (recomendo)

.
.
.
1- POSSÍVEIS FALHAS (O que poderia acontecer)

Normalmente esse tipo de pessoa ja imagina o pior e por esse motivo tem medo até de tentar por achar que as chances de acerto serão reduzidas.

Como lidar: Descubra o que você queria fazer, mas tem certeza que vai falhar por qualquer que seja o motivo e anote!

Agora que escolheu, imagine os resultados ao responder as perguntas abaixo:

“-O que eu gostaria que acontecesse?

“-Do que tenho medo que acontecesse?”

próximo passo é escrever um motivo para tentar realizar, mesmo que tenha um sério risco de falhar!

O que você pode fazer:

Ao invés de ficar paralizado por medo de errar, dê o seu melhor. Você ja se saiu melhor do que imaginava  em alguma ocasião? O qu evocê aprendeu com você mesmo? Como essa lição pode ajudá-lo a superar o medo de falhar que você talvez tenha?

Dica: “Converse com um amigo mais experiente que você e peça sugestões que poderão ajudá-lo a aumentar a sua autoestima”.

2 – FALHAS IMAGINÁRIAS (O que você acha que aconteceu)

Quando outra pessoa consegue realizar uma tarefa, você se acha um fracasso ao se comparar com ela.

Identifique o desafio: Com quem você está se comparando e o que ele fez que induziu você achar que é um fracasso?

Pense bem: Só porque a outra pessoa conseguiu realizar algo significa mesmo que você falhou? Pense numa situação da sua vida em que você se saiu bem mas outra pessoa se saiu melhor.

Agora pense por que valeu a pena tentar realizar a tarefa.

O que você pode fazer:

Ao invés de atiçar competição (mesmo que seja algo só no seu coração), reconheça as realizações de outros. Às vezes a outra pessoa tem uma qualificação que você ainda não possui. Ao mesmo tempo, (sem se tornar um orgulhoso), reconheça as suas habilidades, pois todos nós temos um dom, e se precisamos de mais qualificações, temos um leque delas disponíveis é só procurar, você vai concordar que é muito importante uma qualificação, quer seja pessoal, quer profissional.

Minha sugestão para qualificação rápida e barata é o cursos 24horas 🙂 Eu faço muitos cursos lá e garanto que o conteúdo é relevante e que ajuda mesmo! Para conhecer clique no banner abaixo:

Cursos 24 Horas - Cursos Online

3- FALHAS REAIS (O que aconteceu)

Você pensa num fracasso do passado e acha que nao vale a pena tentar de novo.

Identifique o desafio: Que tipo de falha te deixa mais desanimado?

Pense bem: Será que esse tipo de falha define quem você realmente é? Por exemplo, se você cedeu a uma fraqueza, (por exemplo quebrar uma dieta), será que isso quer dizer que você é um caso perdido? Ou é um alerta de que você precisa de ajuda? Quando pratica um esporte e cai, você provavelmente aceita a ajuda de alguem para se levantar e voltar para o jogo. Por que não agir da mesma forma quando comete erros? Pense em alguem de confiança e exponha seus problemas.

O que você pode fazer?

Não se sinta um fracasso – Capacite-se

Em vez de concentrar nas falhas, concentre-se nos seus pontos fortes. Além disso, um bom curso de capacitação pode lhe ajudar a desvincular-se da idéia de fracasso. Lembre-se: NINGUÉM é perfeito. TODO MUNDO falha em alguma coisa, às vezes. Aprender a se levantar depois de uma falha vai te ajudar a ser uma pessoa melhor na sua vida. E é isso o que queremos não é verdade?

Abraços e espero ter sido útil para vocês!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

6 Comentários

  1. Caio Ferreira disse:

    Muito bacana o texto Eduardo.

    Na verdade falhas são oportunidade para amadurecer, crescer, aprender e depois de analisar gerar mais riqueza e conquistas.

    Afinal, para que servem os fracassos não é mesmo?

    Abraços

    Caio Ferreira

  2. Vivian Assis disse:

    Edu parabéns pelo artigo muito legal, existem muitas pessoas assim dessa maneira, é muito bom você receber uma palavra amiga nos momentos de desespero, muito legal mesmo.
    Foi tão bacana essa matéria que até os invejosos de plantão, esses que se dizem inteligentes, copiaram teu artigo, querendo os aplausos. Ainda bem que o tio Google dá aquela forcinha para quem faz artigos únicos e exclusivos, é só você comparar as datas entre uma postagem e outra, pronto!!!Já sabemos quem copia de quem.Copiar não é só plagiar né.Continue assim produzindo novidades pois sua recompensa será certa!!!

  3. Marques disse:

    Artigo legal, acredito que o fracasso e a frustração nos dá entusiasmo de seguir em frente e conseguir melhorar o que há de errado conosco, afinal ninguém quer ser um fracassado a vida toda, e os que não tem a intenção de mudar sempre é que são os verdadeiros fracassados.

  4. Hildo Antônio disse:

    Parabéns pelo artigo, se cair 7 vezes com fracassos, levante 8 vezes!!!

    • Eduardo Santana disse:

      Olá amigo Hildo. Que bom que gostou. E é isso aí, não podemos nos deixar levar por esses contratempos da vida. 😀 Abraços 😀